Fidelização de clientes Marketing e vendas Negócio local

Benchmarking: é hora da sua empresa entender o que é

Conhecer a concorrência e ser capaz de avaliar o desempenho do seu próprio negócio é fundamental para gerar ideias e estruturar um planejamento eficiente para o futuro.

E se você busca conquistar um lugar de destaque na região em que está localizado ou no ramo em que atua, realizar um estudo da concorrência é o primeiro passo. 

Para essa pesquisa, damos o nome de “Benchmarking”, que, literalmente, significa “avaliação comparativa”. Uma técnica criada por indústrias para avaliar os erros e acertos da concorrência e aplicar esse estudo na tomada de decisão.

Para entender melhor como funciona, como fazer e o que observar, continue a leitura.

Algumas perguntas que a aplicação do Benchmarking se propõe a realizar consistem em:

  • Como estou me saindo em relação a concorrência?
  • Os resultados alcançados até aqui são satisfatórios?
  • Como posso aumentar a produtividade e eficiência dos meus processos?

Desenvolver a técnica de Benchmarking no seu negócio engloba uma série de vantagens que refletem nos processos internos e externos. Alguns desses benefícios são:

  • Descobrir práticas de sucesso;
  • Agregar referências;
  • Ganhar mais conhecimento sobre o mercado;
  • Motivar sua equipe para alcançar objetivos;
  • Criar planos de ação com embasamento;
  • Aperfeiçoar seus conhecimentos sobre negócios;
  • Buscar diminuir os custos na realização de processos;

Após visualizar tantos benefícios, precisamos colocar o Benchmarking em ação. 

Em alguns passos, vamos lhe ensinar como:

Passo 1 – Selecione seus concorrentes:

Inicie elencando de 1 a 5 empresas que estão em seu radar de referências. 

Podem ser empresas que fazem concorrência direta com o seu negócio e também aquelas que não necessariamente comercializam o mesmo produto ou serviço que você, mas que possuem bons resultados.

Passo 2: O que você irá analisar?

Elenque os aspectos que serão analisados no processo. Estes podem ser:

  • Como essa empresa se comporta no ambiente digital? Quais redes sociais ela utiliza para se comunicar? Possuem um catálogo de produtos online?
  • Qual é a linha de comunicação utilizada? Onde e como se relacionam com seus consumidores?
  • Onde esse concorrente mais investe? Qual canal recebe mais investimento desta empresa?

Passo 3 – Colete os dados:

Para analisar os dados, você deve coletá-los através de uma pesquisa. Esta pode ser manual, anotando as informações em planilhas no excel, ou buscando por aplicativos que realizam essas coletas. 

Basta procurar por ‘’aplicativos de benchmarking’’ na internet, você encontrará diversas opções que podem auxiliar nesse processo de coleta.

Passo 4 – Compare e analise:

Agrupe todas as informações coletadas em um único local e comece a analisá-las, anote o que se repete, o que é importante e pode auxiliar o seu negócio.

Passo 5 – Quais são os pontos fortes e quais são os fracos?

Faça uma lista de pontos fortes e pontos fracos de cada concorrente e depois refaça-a listando os pontos em comum encontrados.

Faça a si mesmo algumas perguntas que podem servir como reflexões e aprendizados:

  • Quais as características positivas que encontrei e posso acrescentar em meu modelo de gestão?
  • Estou errando em algum ponto que meus concorrentes erraram no passado? Como faço para ajustar?
  • Estou no caminho do sucesso ou posso aprimorar alguns pontos?

Esses questionamentos podem ampliar seu campo de visão em relação aos processos do seu negócio.

É importante sempre ter boas referências e aprender com quem já deu certo para seguir realizando um planejamento efetivo e alcançar bons resultados.

Compartilhe esse conteúdo com a sua equipe e torne a mudança uma ação coletiva em seu negócio.

Deixe uma resposta

Quer receber materiais gratuitos?